O “Paz e Amor” do tratamento das lesões

A primeira coisa recomendada aos pacientes ao sofrerem algum tipo de lesão traumática é colocar gelo para controlar a dor e inflamação.

O protocolo conhecido como PRICE – Proteção, repouso, gelo (ice), compressão e elevação sempre foi utilizado no tratamento de lesões agudas.

Depois o protocolo mudou para POLICE – proteção, carga otimizada (optimal load), gelo, compressão e elevação, sugerindo que o movimento com carga controlada é mais benéfico na recuperação do que o repouso.

Agora outro protocolo vem sendo estudado sugerindo que o uso do gelo pode não ser tão benéfico na fase aguda, pois assim como medicamentos anti-inflamatórios poderiam retardar a regeneração tecidual natural do nosso corpo, apesar de diminuírem a dor. Conheça o protocolo PEACE e LOVE.

 

PEACE
Proteção: evite atividades e movimentos que aumentem a dor durante nos primeiros dias após a lesão. Evite o repouso total porque pode comprometer a força.

Elevação: mantenha a elevação do membro lesionado a um nível superior ao do coração, sempre que possível, para promover a drenagem de fluidos nos tecidos afetados.

Evitar (Avoid) anti-inflamatórios: evite estratégias anti-inflamatórias, como os medicamentos anti-inflamatórios ou o gelo, uma vez que estes reduzem a capacidade de recuperação dos tecidos.

Compressão: utilize uma faixa ou bandagem para reduzir o inchaço.

Educação: educar o paciente para uma abordagem ativa, estabelecendo metas realistas em relação ao tempo que pode demorar a recuperar e deixe a natureza desempenhar o seu papel, em vez de procurar uma solução milagrosa.

LOVE
Carga (Load): exercícios com cargas que não aumentem a dor são recomendados, pois ajudam na reparação e remodelação dos tecidos lesionados.

Otimismo: pacientes otimistas apresentam melhores resultados e evolução.

Vascularização: opte por atividades cardiovasculares que não causem dor, para aumentar o fluxo sanguíneo que vai para os tecidos em recuperação. Isso irá ajudar na recuperação e diminuirá a necessidade de uso de medicação.

Exercício: Restaure a mobilidade, a força e o equilíbrio através da prática regular de exercício, ajustando conforme tolerância de dor.

Mas e agora, o que fazer ao ser acometido por uma lesão aguda? Esse é um desafio constante na prática, pois cada vez mais a ciência vem discutindo tratamentos “clássicos” que vínhamos utilizando na fisioterapia e que parecem não serem tão efetivos assim.

A utilização do gelo logo após uma lesão teria efeitos analgésicos e também diminuiria a circulação sanguínea pela vasoconstrição dos tecidos, ou seja, evitaria que tivesse um aumento de edema e lesão de tecidos adjacentes, mas ao mesmo tempo poderia estar atrapalhando e retardando o processo de auto-cura do nosso corpo.

Fonte: Editorial British Journal of Sports Medicine (Janeiro de 2020). – Claudia Kanashiro